Transplante fio a fio: saiba como funciona

Só quem sofre com a queda de cabelo sabe o quanto isso é chato e incômodo. O problema afeta a autoestima de homens e mulheres. Por isso, segundo a Sociedade Internacional de Cirugia Plástica, a procura por tratamentos vem aumentando ano após ano. Entre as inúmeras formas de acabar com a queda, está o transplante fio a fio.

Como funciona o transplante fio a fio

O procedimento também é conhecido como transplante capilar e é capaz de acabar de vez por todas com a calvície. Utilizando a técnica, o profissional retira cabelo do próprio paciente, de uma área que ainda tem uma boa quantidade de fios saudáveis.

Os folículos capilares retirados são implantados fio por fio na área em que há a calvície. Geralmente, a área escolhida para a coleta dos fios costuma ser na nunca ou lateral da cabeça. Caso não seja possível, outras partes do corpo também podem ser utilizadas como área doadora.

Existem dois tipos de procedimentos utilizados para o transplante fio a fio. Um é capaz de transplantar entre 4 e 6 folículos capilares por enxerto, enquanto no outro método, são utilizados um ou dois cabelos por enxerto. A forma utilizada vai depender da quantidade necessária para cobrir a área calva.

A cirurgia

A cirurgia deve ser realizada por um médico especializado, ou seja, um cirurgião dermatologista. O paciente é sedado e recebe anestesia local para que o conforto seja garantido durante o procedimento.

O transplante capilar fio a fio pode durar de 4 a 8 horas, dependendo do tamanho da área e da quantidade de fios transplantados. Em alguns casos, pode ser necessário realizar mais de uma sessão. Por isso, é muito importante consultar o especialista antes de escolher o método a ser utilizado.

Pós-operatório

Na maioria dos casos, não é necessário que o paciente fique internado. No mesmo dia, ele é liberado para voltar para casa e se recuperar no conforto do lar. Porém, é necessário ter alguns cuidados durante o pós-operatório, como por exemplo, ficar em repouso por três dias.

O local em que foi realizado o transplante pode apresentar inchaço e dor, que pode ser amenizada com compressas de água gelada e remédios como antibióticos e analgésicos prescritos pelo médico que realizou a cirurgia. Anti-inflamatórios também poderão ser recomendados com o intuito de ajudar na recuperação.

Nos primeiros três ou quatros meses após a cirurgia, é normal que os fios de cabelo comecem a cair. Entretanto, os folículos capilares permanecem e novos cabelos começam a crescer. O paciente consegue perceber os primeiros resultados a partir dos três meses, ficando mais evidente após seis meses.

Riscos do transplante fio a fio

Como a cirurgia é pouco invasiva e são utilizados cabelos do próprio paciente, os riscos são poucos. Aliás, isso vai depender se o paciente segue corretamente as orientações médicas quanto ao pré e ao pós-operatório.

Não há nenhum risco de rejeição ao transplante. Entretanto, com o transplante capilar, o paciente tem a garantia de que nunca mais sofrerá de calvície. Aliás, em um ano após o procedimento, o couro cabeludo já está totalmente preenchido e a aparência tem um aspecto totalmente natural.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *