O que é enxerto capilar?

Antes de fazer um transplante capilar, é fundamental fazer uma boa pesquisa. Afinal, é uma cirurgia que vai mexer no couro cabeludo e afetar a aparência do indivíduo. Mas durante as buscas sobre o procedimento, é bem comum encontrar o termo “enxerto capilar”. Afinal, o que isso significa?

Solução para quem sofre de calvície, o enxerto capilar tem se popularizado cada vez mais. Com a internet, hoje o paciente pode procurar e entender que a técnica é segura e eficaz. Continue a leitura e saiba mais sobre ele:

O que é enxerto capilar?

É o mesmo que transplante capilar, ou seja, a remoção de folículos capilares de uma região densa para enxertá-los numa área calva. O enxerto capilar de fios orgânicos é a maneira mais eficaz de combater a calvície, já que, depois de um ano de cirurgia, os fios voltam a crescer na região, e com aparência natural.

Existem dois tipos de transplante capilar:

FUT

É a remoção de uma pequena faixa de cabelo para transplantar os fios a uma região calva. Depois, com o auxílio de um microscópio, o cirurgião separa as unidades foliculares que serão transplantadas. Nesse procedimento, a intenção é fazer com que, em uma sessão, sejam transplantados o máximo de fios possível e com pouca perda de folículos.

Mas esse tipo de enxerto deixa cicatrizes? Sim, uma cicatriz linear, mas muito discreta. Quando os fios crescem, ela é coberta — e só volta a ficar visível se a região for raspada.

Um dos grandes benefícios da técnica FUT é que o cirurgião pode transplantar mais de 10 mil fios (uma unidade folicular pode carregar até 4 fios). Dessa forma, é possível concluir tratamento em menos sessões e proporcionando e obter resultados com mais rapidez.

FUE

Nesta técnica, o cirurgião remove folículo por folículo e o transplanta para a área com rarefação. Para que haja um equilíbrio — ou seja, não fiquem buracos na região doadora — o ideal é que se retire um folículo a cada cinco. 

A FUE deixa microcicatrizes puntiformes, além de “casquinhas” que somem em pouco menos de 10 dias. Ela cicatriza com mais rapidez e é ideal para quem ainda está no início da calvície. Porém, como o cirurgião vai remover unidade por unidade, o ideal é que o paciente raspe a cabeça antes do procedimento. Assim, fica mais prático e rápido fazer a remoção.

Quanto mais visível o couro cabeludo, mais fácil para o cirurgião fazer o enxerto capilar.

De onde são removidos os folículos para o enxerto capilar?

Os fios são removidos de uma região próxima à nuca, numa faixa que vai de um lado a outro da cabeça, na região pouco acima das orelhas. Nesse local, os folículos capilares não têm 

Enxerto e implante capilar são a mesma coisa?

Sim. Digamos que o transplante e o implante são tipos de enxerto capilar. Só que, diferentemente do transplante, que utiliza fios orgânicos e do próprio paciente, no implante capilar os fios utilizados são sintéticos. 

Embora a tecnologia esteja se desenvolvendo para oferecer um resultado cada vez mais natural, os fios ainda não oferecem um resultado esteticamente tão agradável. Além disso, eles não vão crescer com o tempo, como acontece com o transplante capilar. Portanto, exigem manutenção constante do cabelo, para que o corte fique sempre regular.

Entendeu como o enxerto capilar pode ajudar quem está ficando calvo? Mas será que é possível reverter a calvície? Entenda!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *