Implante capilar: quanto tempo dura?

Conhecido popularmente como implante capilar, o transplante capilar é um procedimento que retira unidades capilares saudáveis de um local com muitos fios para outro, mais rarefeito. É uma cirurgia pouco invasiva e que, dependendo da técnica utilizada, não deixa cicatrizes visíveis. Mas quanto tempo dura? Depois de alguns anos, o indivíduo pode voltar a ficar careca?

Se você deseja fazer um implante capilar, não se preocupe. Neste post, vamos esclarecer algumas dúvidas, inclusive seu tempo de duração. Confira:

Afinal, quanto tempo dura o implante capilar?

O implante ou transplante capilar é permanente, ou seja, não tem tempo de duração. Se o cirurgião escolher a área doadora correta (ou seja, com unidades foliculares saudáveis) e souber realizar o procedimento, os fios transplantados serão permanentes.

Como é colocada a unidade capilar, ou seja, a estrutura que permite o crescimento do fio, o cabelo consegue nascer novamente.

O procedimento pode ser feito com outro doador?

Não, porque o organismo vai rejeitar os novos folículos. Como os folículos são do próprio indivíduo, a taxa de rejeição é nula. 

Mulheres podem fazer implante capilar?

Sem dúvida alguma. Se a mulher sofre de algum tipo de alopecia (calvície) e está sentindo seus fios rarefeitos, pode sim conversar com seu médico, entender o que está causando essa diminuição e procurar por um transplante capilar feminino.

Em quanto tempo é possível observar os resultados?

A raiz transplantada fica em repouso de três a quatro meses. Depois desse período, os fios começam a crescer normalmente — em média, um centímetro por mês. O resultado completo da cirurgia pode ser visto em um ano após o transplante.

É necessário raspar todos os fios para o procedimento de implante capilar?

Depende da técnica. Existem duas formas de fazer transplante capilar:

Foliculer Unit Transplantation (FUT)

É a técnica mais antiga, que retira uma faixa de pele com unidades capilares de uma área e a recoloca na parte rarefeita do couro cabeludo. Ela pode deixar uma sutil cicatriz linear, portanto pode não ser a preferida para quem deseja usar os fios curtos.

A FUT não exige a raspagem dos fios do couro cabeludo. Além disso, o transplante total é realizado em apenas uma sessão.

Foliculer Unit Extretion (FUE)

Em vez de remover uma faixa de pele, as unidades foliculares são retiradas, uma por uma, de maneira espaçada, para que o cabelo se mantenha denso em toda a região. Depois, reimplantadas no couro cabeludo. Atualmente é combinada com a body hair, técnica que utiliza fios do corpo todo para o transplante, como barba, pernas e tórax.

Antes, a FUE necessitava da raspagem dos fios. Hoje, com a evolução da técnica — chamada de No Shave — não há necessidade. Portanto, é a técnica preferida das mulheres.

Além disso, essa técnica é menos invasiva porque não deixa uma cicatriz. Por fim, permite que o médico tenha mais liberdade na escolha dos folículos, o que garante a qualidade dos novos fios.

É possível diminuir o tamanho da testa?

Sim. Médico e paciente vão redesenhar a linha capilar para que o resultado seja o mais natural e agradável possível. 

Viu como o implante capilar é a técnica perfeita para quem quer um resultado natural e permanente? Então, é hora de saber se dá para atrasar ou até eliminar o problema da perda de fios. Veja agora se é possível retardar a chegada da alopecia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *