Feridas no couro cabeludo: o que podem ser?

Você toma muito cuidado com seus fios e procura comprar os melhores produtos disponíveis no mercado. Porém, começa a sentir dores e, de repente, percebe feridas no couro cabeludo. Isso significa falta de higiene ou algo mais sério? O que pode estar por trás do problema?

Neste texto, você vai entender melhor o que pode causar feridas no couro cabeludo. Confira:

O que pode causar feridas no couro cabeludo?

Foliculite

A foliculite é uma inflamação no folículo piloso que causa vermelhidão, encrava os pelos e pode resultar em pus. Ocorre quando os folículos pilosos são infectados por bactérias, mais comumente pela Staphylococcus aureus, que podem estar em maior quantidade na pessoa que sofre do problema.

Ela costuma aparecer bastante em mulheres, mas nas coxas e virilha. Já nos homens, aparece mais no couro cabeludo (principalmente perto da nuca) e na barba. O problema é que, além de causar feridas no couro cabeludo, ela pode causar a queda de cabelo se não for tratada.

Muitas vezes, a foliculite não necessita de medicamentos. Mas dependendo de sua gravidade, o dermatologista pode receitar até um antibiótico.

Alergias

Uma reação alérgica a xampus e condicionadores é mais difícil, mas infelizmente pode acontecer. Já a procedimentos químicos mais complexos, como tinturas e produtos alisantes, podem causar feridas no couro cabeludo. Por isso, o ideal é fazer um teste de mecha antes de utilizá-los.

As lesões por alergia podem aparecer na mesma hora ou após uma certa frequência de uso. 

Dermatite seborreica

A seborreia é uma descamação que ocorre no couro cabeludo, mas também no nariz, pálpebras, sobrancelhas e queixo. Quando mais intensa, a descamação e o ressecamento podem causar uma crosta amarela, além de feridas. 

Infelizmente, a dermatite seborreica (conhecida popularmente como caspa) não tem cura, mas é possível tratar. Além disso, é um problema esporádico: pode aparecer com muita intensidade em um momento, mas some por um bom período.

Se sua dermatite seborreica é muito intensa, o ideal é tratá-la com um xampu específico para o problema, que também costuma ser um dermocosmético. O ideal é falar com um dermatologista ou tricologista para fazer um investimento mais certeiro.

Piolhos

A pediculose, nome correto para a infecção com piolhos, é um problema mais comum em crianças porque elas têm um contato físico muito maior. No entanto, também podem surgir em adultos — e isso não significa falta de higiene, pois o parasita prefere os fios limpos.

Os piolhos se alimentam do sangue no couro cabeludo. Por isso, além da coceira intensa, causam feridas na região.

Psoríase

A psoríase é uma dermatite que se confunde com a seborreica, pois se caracteriza pelas placas de pele descamada que aparecem no couro cabeludo e em outras partes do corpo. Infelizmente, o problema também pode desencadear problemas nas articulações, pressão alta e diabetes.

Apesar de não ter cura, a psoríase também tem tratamento e, assim como a seborreia, fica muitos períodos sem aparecer novamente.

Percebi uma ferida no couro cabeludo. O que devo fazer?

Independentemente do motivo por trás da ferida no couro cabeludo, a melhor pessoa para avaliar o problema é o médico, principalmente um dermatologista ou tricologista. Ele vai descobrir a real origem do problema e recomendar o tratamento adequado. Afinal, mesmo que você saiba o que ocasionou a ferida, ele vai recomendar o medicamento ou dermocosmético que possa resolvê-la.

Como visto, uma das causas por trás das feridas no couro cabeludo é a dermatite seborreica. Entenda mais sobre a patologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *