Câncer de próstata e calvície: qual a relação?

O câncer de próstata é uma doença masculina muito mais comum a partir dos 55 anos de idade. Embora não diretamente, o câncer de próstata pode ser afetado pela testosterona. Por isso, muitos estudiosos acreditam que haja uma relação entre câncer de próstata e a calvície masculina.

Mas o que a queda de cabelo tem a ver com isso? Será que o homem precisa se preocupar assim que notar os fios caindo? Neste texto, você vai entender melhor qual a relação entre câncer de próstata e calvície:

O que é câncer de próstata?

É o tumor maligno que atinge a próstata, glândula localizada na frente do reto, logo abaixo da bexiga e que envolve a uretra. Depois do de pele, o câncer de próstata é o mais comum entre os homens.

A próstata é uma glândula responsável por produzir parte do sêmen, que nutre e protege os espermatozoides. Em homens jovens, ela tem o tamanho de uma ameixa, mas cresce com o passar da idade.

Pode ser que isso explique a incidência maior em homens mais velhos. Segundo o Ministério da Saúde, 9 em cada 10 homens brasileiros com câncer de próstata têm mais de 55 anos. 

Outros fatores que predispõem ao câncer de próstata são o histórico familiar, sobrepeso e obesidade.

Por que haveria uma ligação entre esses dois temas?

A alopecia androgenética, conhecida popularmente como calvície, é uma condição causada pela ligação do hormônio dihidrotestosterona (DHT) no folículo capilar. O DHT é, na verdade, uma versão mais potente da testosterona produzida pela enzima 5–alfa-redutase. 

Em pessoas com predisposição à calvície, o DHT entra em contato com folículos capilares com código genético para a calvície (receptores do hormônio em suas raízes). Com isso, atrapalha a chegada de nutrientes e enfraquece a produção de fios.

Além da queda de cabelo, o DHT é responsável por uma série de características masculinas, como pelos faciais, produção de sebo e desenvolvimento da próstata. Talvez por isso, muitos especialistas acreditam que haja uma correlação entre câncer de próstata e calvície.

Já no caso feminino, por exemplo, a testosterona em alta pode significar problemas de saúde, como síndrome dos ovários policísticos (SOP), problemas nos ovários e nas glândulas adrenais, incluindo tumores.

Câncer de próstata e calvície: existe relação?

Não há uma correlação clara sobre o assunto. O site do Instituto Nacional de Câncer cita que “o metabolismo esteroide sexual desregulado” (do qual o hormônio mais importante é a testosterona) pode estar relacionado à patologia, mas as evidências são limitadas.

Uma pesquisa publicada em 2011 na revista Annals of Oncology mostra uma relação entre 388 homens com tumor na próstata e 281 saudáveis. Nesse estudo, os que ficaram calvos antes dos 30 anos tiveram mais chance de desenvolver a doença. Já entre indivíduos com mais de 30 ou 40 anos, não houve diferença no risco em comparação com o grupo controle.

No entanto, outro estudo, desta vez feito pela Escola de Medicina da Universidade de Washington (EUA) e divulgado pela Cancer Epidemiology, apontou que indivíduos que apresentaram sinais de calvície antes dos 30 anos podem ter menos chance de desenvolver câncer de próstata. A pesquisa, feita com 2 mil homens, indicou uma aparente ligação entre testosterona e proteção à patologia. 

Como visto, o elo entre câncer de próstata e calvície seria a testosterona. Então, saiba mais sobre a relação entre a calvície e esse hormônio masculino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *